Trabalha pensando nas férias, volta do almoço e procura passagem… Não acha nada barato, entra na ‘deprê’ e quase desiste de viajar. Isso parece familiar? Pois “seus problemas acabaram”.

Segundo um estudo feito pela agência online Expedia em parceria com a Airlines Reporting Corporation (ARC), comprar as passagens aéreas com meses de antecedência não é a melhor estratégia para economizar. Para voar no Brasil, em classe econômica, é ideal procurar um ticket com aproximadamente 21 dias de antecedência.

Os pesquisadores levaram em consideração o comportamento dos preços entre outubro de 2014 e outubro de 2015, a pesquisa apontou tendências para passagens aéreas em 2016.

Os resultados mostram que em voos domésticos, comprar a passagem dois meses antes da data da viagem, por exemplo, costuma ser mais caro do que 21 dias antes. Isso acontece porque a maioria dos brasileiros começa a pesquisar as passagens cerca de um mês antes, mas compra alguns dias depois. “É aí que as empresas praticam preços bons, para garantir que os voos estarão cheios e serão lucrativos. O consumidor dita um pouco as regras”, explica Fernando Botelho, gerente de marketing da Expedia na América Latina.


LEIA TAMBÉM
Viagem para Índia: veja um roteiro imperdível
Santa Bárbara, um paraíso na Chapada dos Veadeiros
Paraíso dos Pândavas: refúgio zen na Chapada dos Veadeiros


Comprar com até 21 dias de antecedência pode garantir preços cerca de 40% mais baratos. “Mega promoções são ações de marketing. Você pode encontrar passagens com descontos também em outros momentos, e se você não aproveitá-las não significa que perderá dinheiro. O melhor conselho é se planejar”, detalha Botelho.

| Fins de semana

Em uma pesquisa feita anteriormente, a empresa sugeriu que terça-feira seria o melhor dia da semana para conseguir preços mais baixos. Mas, com a mudança do mercado, os fins de semana passaram a ganhar destaque. “Tirando as viagens de negócio, é nos finais de semana que as pessoas param para pesquisar. É também quando as empresas têm sido mais agressivas para fechar com os consumidores”, explica Botelho.

| Passagens internacionais

Expedia e a ARC também analisaram o preço de 10 bilhões de voos comerciais, em mais de 70 países. O estudo mostrou que os preços globais de bilhetes aéreos diminuíram, em média, 108%, entre outubro de 2014 e outubro de 2015.

Segundo Botelho, essa queda brusca aconteceu por causa da desvalorização mundial do petróleo, que tornou o combustível mais barato fora do Brasil. Além disso, há uma tendência de as empresas simplificarem cada vez mais tíquetes básicos de voos e cobrarem por serviços como bagagem, lanche e entretenimento à parte. “O consumidor não quer pagar pelo que não vai usar e as empresas perceberam isso”, acrescentou.

A pesquisa também levantou as melhores datas para compra de bilhete em voos internacionais, em classe econômica, considerando destinos em diversos continentes e partindo do Brasil. Veja:

Europa – 165 dias de antecedência – até 20% de desconto

Caribe – 174 dias de antecedência – até 30% de desconto

Ásia – 166 dias de antecedência – até 15% de desconto

Oriente Médio e África – 152 dias de antecedência – até 15% de desconto

América do Sul – 173 dias de antecedência – até 25% de desconto

América do Norte – 166 dias de antecedência – até 50% de desconto

Sobre o autor

Somos três amigos que compartilham o sonho de conhecer os quatro cantos do mundo. Da vontade de explorar diferentes lugares e da busca constante por novas experiências, surgiu o RoadTrio: um site que reúne informações, dicas e notícias do que não se pode perder por aí e é essencial para qualquer viajante.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.