Turismo no mundo cresce 6%, aponta pesquisa

O IPK Internacional, um dos mais respeitados institutos de pesquisa em turismo no mundo, divulgou, durante o 25º Fórum do Instituto de Pesquisa IPK Internacional, uma amostra do resultado do World Travel Monitor, revelando que houve um aumento de 6% no número de turistas viajando pelo mundo nos oito primeiros meses de 2017. O Fórum ocorreu nesta quinta (9) e sexta-feira (10), em Pisa, na Itália.


LEIA MAIS

Ao apresentar os números, o CEO da consultoria de turismo do IPK International, Rolf Freitag, destacou que, apesar dos diversos ataques terroristas em alguns países, o volume de viagens turísticas ao redor do mundo não foi afetado. Segundo ele, a indústria global de viagens continua em um caminho de crescimento. “O que houve foi uma mudança nos destinos mais seguros em vez de parar de viajar completamente”, explica.

(Foto: Pxhere)

(Foto: Pxhere)

World Travel Monitor é uma pesquisa anual que monitora o volume de saídas para viagens e o comportamento dos turistas nos principais mercados do mundo, cobrindo mais de 90% da demanda mundial. O resultado final da pesquisa será divulgado na ITB Berlin, em março de 2018.

Em Pisa, o IPK International ainda previu que 2018 será mais um ano com taxas de crescimento ainda mais positivas em relação às viagens de ida e volta ao redor do mundo. As previsões são baseadas no IPK Global Travel Trust Index, que é compilado anualmente com base nas opiniões dos participantes da pesquisa sobre suas intenções de viagem para os próximos 12 meses.

“Esses resultados são muito bons para o Brasil e corrobora os últimos dados da Organização Mundial do Turismo, muito próximos do que o IPK apresentou”, informou o assessor de Gestão Estratégica da Embratur, Rafael Felismino, que participou do Fórum juntamente com o coordenador-geral de Relações Públicas e Assessoria de Imprensa do Instituto, Guilherme Miranda. De acordo com a OMT, a chegada de turistas estrangeiros aos destinos de todo o mundo foi de 901 milhões entre janeiro e agosto deste ano, 7% a mais que no mesmo período de 2016.

Já Guilherme Miranda acredita que as tendências e os números trazidos em primeira mão pelo IPK serão cruciais para o desenho das estratégias da Embratur. “E chegaram a tempo de contribuir para o que se delineia para os períodos seguintes, em termos de ações por mercado”.

Na edição 2017 do 25º Fórum do Instituto de Pesquisa IPK Internacional, foram discutidos, ainda, temas como: o recente fenômeno do “overtourism” e hostilidade contra turistas, a potência do mercado emissivo chinês, novas tecnologias e turismo, pesquisa e data base aplicado a marketing.

*Com informações da Assessoria de Comunicação – Embratur

Sobre o autor

Somos três amigos que compartilham o sonho de conhecer os quatro cantos do mundo. Da vontade de explorar diferentes lugares e da busca constante por novas experiências, surgiu o RoadTrio: um site que reúne informações, dicas e notícias do que não se pode perder por aí e é essencial para qualquer viajante.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.