Férias nem sempre é sinal de dias calmos e relaxantes. Nossa temporada no Deserto do Atacama foi incrível, mas cansativa. Por isso, antes de embarcamos na maratona de volta a São Paulo, escolhemos um passeio bem tranquilo e revigorante: as Termas de Puritama. Localizadas próximas de San Pedro, a Vive Atacama nos levou até a entrada do parque e voltou para nos buscar no final da tarde.

As Termas ficam em uma região entre montanhas. Um rio forma cachoeiras e oito piscinas de águas quente, aonde a temperatura chega aos 38ºC. O parque tem banheiros, vestiários para você se trocar e armários para guardar sua mochila (leve o cadeado para trancá-lo). Muitas agências fazem esse passeio, normalmente com duas opções de horário: pela manhã ou à tarde.

Chile_atacama

A Termas de Puritama é formada por oito piscinas de águas quente (Foto: RoadTrio)

Nós descemos até a última piscina e ficamos por lá durante um tempo. Essa é uma boa opção, pois os do final sempre ficam mais vazios.

Depois de um tempo, tomamos coragem, saímos da água quentinha e subimos para a piscina anterior. Fizemos isso até a hora de ir embora. Apesar de a água ser a mesma, cada local proporciona uma vista diferente.


MAIS SOBRE DESERTO DO ATACAMA
Desvendando o incrível Deserto do Atacama
Uma mistura de cores e suspiros no Salar de Tara
Volta de bike na Garganta del Diablo, em Atacama
+ Mais posts


DCIM101GOPROGOPR4159.

Lá você terá a oportunidade de relaxar em meio à natureza (Foto: RoadTrio)

No fim da tarde, o sol já não está tão forte e o frio começa a tomar conta da região. É hora de se trocar e voltar para a van. Esse foi o momento mais triste da viagem, pois tivemos que nos despedir desse local que nos encantou de uma forma inexplicável.

 

Informações

Valor: $24.000 pesos + entrada $ 15.000

Horário: 14h às 18h

O que levar: roupa de banho, toalha, chinelo e uma roupa seca para ir embora.

Sobre o autor

Virou publicitário para poder viajar – e deu certo! Já morou na Europa, nos Estados Unidos e quase foi parar nos Emirados Árabes. Está sempre em busca de uma boa história para contar e um bom ângulo para fotografar.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.