Domos La Bastilla: cabana exótica em Cunco
Atendimento10
Limpeza9
Preço8.1
Localização8.8
Lazer7
Acomodação10
8.8Nota RoadTrio


O sul do Chile é perfeito para quem quer fugir da tradicional viagem a Santiago com visita às proximidades, que inclui Valle Nevado, Valparaíso, Viña del Mar e algumas vinícolas. Por isso, durante nossa última passagem pelo Chile, escapamos da capital para conhecer outros pontos do país. Saímos de Santiago rumo ao aeroporto de Temuco, no sul, para visitar Pucón, uma cidade localizada a 780km ao sul da capital Santiago na província de Cautín, região da Araucanía.

A cidade é o paraíso dos amantes da natureza, já que tem uma variedade grande de esportes e atividades ligadas ao ecoturismo, como esqui aquático, snow-board, trilhas, rafting, cachoeiras e a escalada do Vulcão Villarrica.

Demoramos aproximadamente 1 hora e 25 minutos de voo, sem escalas. Assim que chegamos, um funcionário da Gustavo Iglesias já estava nos esperando para entregar o carro e, então, partimos para nossa primeira parada por lá, Cunco.

Lago Arco-Íris no Parque Conguillio (Foto: RoadTrio)

Quando a gente decidiu ir para Pucón, nem sabíamos da existência de Cunco. Como tínhamos dois dias livres, procuramos cidades próximas com atrativos interessantes para conhecer. A cidade fica a 60 km de Temuco e a 77 km da fronteira com a Argentina. O lugar nos surpreendeu de cara… Além do que a cidade nos reservava, olha que linda nossa hospedagem! Chama-se Domos La Bastilla, é muito nova e é um pequeno empreendimento familiar. Por enquanto só são duas cabanas no meio desse paraíso. A casinha tem dois quartos, cozinha, banheiro e sala com lareira, uma delícia!


LEIA TAMBÉM
Santiago: um guia completo da capital do Chile
Hotel Fazenda Vira Vira: aventura elegante em Pucón
Luciano K: charmoso hotel boutique em Santiago


| Domos La Bastilla

Esse é um novo conceito de alojamento e é a perfeita opção para casais e famílias e todos os tipos de viajantes. O aconchego acolhedor e o clima de ‘se sentir’ em casa são os principais objetivos do local. Esqueça qualquer mordomia encontradas nos resorts ou hotéis 5 estrelas e esteja aberto para se sentir em casa e ‘abraçado’ pela hospedagem. Pode ter certeza que essa é a graça desse hotel.

Até o momento, tem apenas duas cabanas no Domos La Bastilla (Foto: RoadTrio)

A ideia do hotel surgiu quando Johana de La Fuente, dona do local, se aposentou, mas sentiu necessidade de fazer algo diferente. Como o terreno já era da família há algum tempo, decidiram construir as habitações. Hoje, Johana e sua filha, Laura Leiva de La Fuente, administram o local juntas.

O design surgiu no desejo de criar algo ‘fora do padrão’, atrair pelo formato e criar uma experiência ‘mágica’, como os próprios locais dizem.

O lugar já conquista de cara pela sua arquitetura. A cabana é linda tanto por dentro quanto por fora. Além de tudo, é 100% mobiliada e equipada. Você não precisa se preocupar com roupa de cama e toalhas, mas é necessário que leve seus próprios amenities (shampoo, condicionar, sabonete e por aí vai).

A cabana é uma casa completa e bem equipada (Foto: RoadTrio)

Como chegamos tarde, cozinhamos na própria cabana em vez de procurar um restaurante para jantar. Sem dúvidas foi uma das refeições mais gostosas da viagem, com ‘comidinha caseira’, ouvindo nossa playlist favorita e nos aquecendo na lareira.

Vale lembrar que, apesar da temperatura alta durante o dia, à noite a temperatura cai muito por lá, então a lareira foi essencial. Para ascendê-la, tivemos a ajuda da senhora Johana. Ela e a Laura foram super atenciosas e cuidadosas, preocupadas com nosso completo bem-estar.

Cada cabana tem dois andares e dois quartos (Foto: RoadTrio)

Por ser em um lugar afastado da cidade, o visual é memorável em qualquer hora do dias: céu laranja, azul royal e, em seguida, totalmente estrelado.

Indicamos que você passe o fim de tarde e a noite por lá para que consiga curtir a casinha.

Durante a noite, a janela do quarto superior fica iluminada pela lua (Foto: RoadTrio)

| A cidade

Apesar de pequena, a cidade tem bons atrativos, todos ligados à natureza, incluindo um conglomerado de vulcões. O Lago Colico é um deles. Ele é conhecido pela famosa lenda do “monstro do lago Colico”, um animal irreconhecido e visto por poucos. Apesar disso, é permitido entrar na água e, por isso, locais e turistas adotaram o lago como um dos principais lugares para a prática de esportes.

Lago Colico, conhecido pela famosa lenda do “monstro do lago Colico” (Foto: RoadTrio)

O vulcão Sollipulli, que tem 2.282 metros de altura, possui uma cratera com aproximadamente 5 km de extensão. Ele está coberto por um glaciar que tem uma profundidade média de 200 metros. Já o Parque Conguillio merece destaque e foi um dos nosso passeios preferidos por lá (post especial em breve). Ele tem mais de 60 mil hectares, com o imponente Vulcão Llaima como principal atração. Por lá, você vai se impressionar com o lago Arco-Íris e com a Laguna Verde.

Laguna Verde dentro do Parque Conguillio (Foto: RoadTrio)

Por isso, se você tem planos de fazer uma viagem para as cidades mais famosas da região – Pucón e Villarica -, dedique pelo menos dois dias para curtir as belezas de Cunco.

| Preço

Provavelmente a melhor notícia que você vai ler por aqui. É possível alugar uma cabana a partir de R$ 175 por noite.

É permitido cancelar até 24 horas antes da viagem e receber um reembolso completo, incluindo as tarifas de serviço.

Anoitecer no Domos La Bastilla (Foto: RoadTrio)

Serviço

Domos La Bastilla
Facebook: Domos La Bastilla

Instagram: @domoslabastilla
Endereço: Kilometro 3 caminho para o Lago Colico, Cunco, Araucania, Chile
Check-in: a partir das 15h
Check-out: 13h
WiFi: grátis
Estacionamento: grátis
Não é permitido animais de estimação
Não se admite festas ou eventos

Veja mais fotos na galeria abaixo:

Sobre o autor

Formada em jornalismo, já passou algumas temporadas na Califórnia e em Barcelona. Os anos de cobertura de Semanas de Moda passaram e fizeram com que ela descobrisse que o seu verdadeiro estilo é viajar.

Uma resposta

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.