Pelo quinto ano consecutivo, a cidade australiana de Melbourne ficou no topo da lista das melhores do mundo para se viver. O ranking, feito anualmente pela consultoria Economist Intelligence Unit, leva em consideração fatores como estabilidade, educação, serviço de saúde, cultura e ambiente, mas exclui o custo de vida.

As cidades brasileiras não tiveram resultados positivos. O Rio de Janeiro foi a melhor colocada entre as 140 pesquisadas, na 91ª posição. Já São Paulo, que estava empatada com o Rio em 2014, caiu para a 95ª colocação.

O Brasil ficou atrás de outras grandes cidades da América do Sul, como Buenos Aires (62ª posição) e Santiago (64ª). A queda no ranking das cidades latino-americanas, como São Paulo, se deve à instabilidade econômica nestes países.

Confira a lista das melhores e piores cidades, de acordo com o estudo.

As melhores
Melbourne (Austrália)
Viena (Áustria)
Vancouver e Toronto (Canadá)
Adelaide (Austrália)
Calgary, (Canadá)

As piores
Damasco (Síria)
Daca (Bangladesh)
Port Moresby (Papua-Nova Guiné)
Lagos (Nigéria)
Trípoli (Líbia)

Sobre o autor

Somos três amigos que compartilham o sonho de conhecer os quatro cantos do mundo. Da vontade de explorar diferentes lugares e da busca constante por novas experiências, surgiu o RoadTrio: um site que reúne informações, dicas e notícias do que não se pode perder por aí e é essencial para qualquer viajante.

Uma resposta

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.