Nova Zelândia é sinônimo de esportes radicais. O país é recheado de cenários naturais impressionantes, mas muitos turistas gostam de dar uma pitada de adrenalina à eles.

Foi o que fizemos na nossa passagem por Taupo, considerada uma das melhores cidades do mundo para o esporte (nós também saltamos de bungee jump em Queenstown). Já que estávamos na capital do paraquedismo, por que não saltar?

O visual e a adrenalina andam lado a lado. Lá do alto, as duas costas da Nova Zelândia ficam visíveis, assim como os belos lagos, vulcões e cadeias de montanhas das redondezas de Taupo. O Lake Taupo, o maior lago do país e o segundo com maior volume de água doce da Oceania, fica sob os pés de quem salta do avião. O lago fica exatamente no centro da ilha norte do país, em uma cratera vulcânica, resultado de uma erupção há mais de 26 mil anos. Já dá para imaginar a paisagem, né?


LEIA TAMBÉM
Ilha norte da NZ: de Auckland até Wellington
Ilha Sul da NZ: de Picton até Milford Sound
Salto de bungee jum em Queenstown, na NZ
7 motivos para alugar um carro na Nova Zelândia


Visual do salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

Visual do salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

| O salto

Tínhamos agendado o salto com antecedência com a Skydive Taupo – empresa que nos levou para essa aventura – , mas quando saímos de Hamilton (cidade que passamos durante nossa roadtrip pela Nova Zelândia) para Taupo, percebemos que provavelmente teríamos que adiar: céu fechado e chuva. Dito e feito. Chegamos no ponto de encontro do Skydive Taupo, que fica no aeroporto da cidade, e fomos informados que nenhum salto era permitido naquelas condições climáticas.

Deixamos em aberto e fomos para a atração que iríamos na tarde daquele dia: Huka Falls, uma cachoeira linda considerada um dos pontos mais famosos da cidade. Quando estávamos no meio da trilha de 1 km, as nuvens começaram a dar espaço à alguns raios de sol. Sim, o tempo estava começando a mudar (o clima da Nova Zelândia muda de uma hora para outra).

Voltamos para a Skydive Taupo e, não muito tempo depois, já estávamos nos preparando para saltar. Vale lembrar que se você não estiver de carro na cidade, pode agendar para que a equipe da Skydive Taupo – empresa que nos levou para essa aventura – te busque no hotel… Em uma limousine rosa! O serviço “leva e traz’ é gratuito para qualquer cliente.

Nós estávamos de carro, então pudemos otimizar nosso tempo pela cidade. Veja aqui 7 motivos para alugar um carro na Nova Zelândia

Limousine da Skydive Taupo (Foto: RoadTrio)

Limousine da Skydive Taupo (Foto: RoadTrio)

A primeira etapa é assistir a um vídeo com todas as informações da aventura, além de ter acesso detalhes dos dois tipos de saltos oferecidos pela empresa: 12 mil pés ou 15 mil pés. Nós escolhemos o de 12 mil pés, o campeão de vendas da Skydive Taupo. Os que optam pela maior altura precisam usar uma máscara conectada a um cilindro de oxigênio durante a subida do avião. Isso é só para facilitar a respiração.

A segunda etapa é guardar os pertences no locker (grátis), vestir a roupa e todos os outros itens para minimizar o frio e a umidade que faz lá no alto. Então investimos nas luvas, nos casacos e nos óculos.  Todas as roupas e acessórios são oferecidos pela empresa. Feito isso, chega o momento em que o instrutor começa a nos paramentar.

Espaço físico da Skydive Taupo (Foto: RoadTrio)

Espaço físico da Skydive Taupo (Foto: RoadTrio)

Nós já tínhamos saltado em Boituva, SP, e em Foz do Iguaçu, Paraná, mas a ansiedade e expectativa estavam especialmente maiores para esse salto. Primeiro porque seria a primeira vez que saltaríamos em cima de um lago e segundo porque estava muito frio (5º)… Mas a 12 mil pés acredito que as temperaturas estavam negativas.

A animação era gigante. O avião PAC 750 XL cor de rosa parado no hangar da Skydive Taupo deixou tudo ainda mais lindo. Assim que ele foi para a pista de decolagem, fomos organizados para embarcar.

Minutos antes de saltar de paraquedas (Foto: RoadTrio)

Minutos antes de saltar de paraquedas (Foto: RoadTrio)

E lá fomos nós para os ares, 10 pessoas, sendo 5 instrutores e 5 aventureiros. Enquanto alcançávamos a altitude, os paraquedistas profissionais puxam papo com suas duplas, afim de tranquilizar e dar as últimas instruções. O avião tem um número limitado de assentos, totalizando 16 pessoas.

Subimos 3650 metros em pouco menos de 15 minutos, suficientes para ficarmos com o coração na boca e sentir a temperatura diminuir a cada minuto. Mas nada que superasse a alegria e o prazer de poder ver do alto aquele visual incrível de Taupo.

O altímetro que fica no braço do instrutor apontou a altitude perfeita e chegou a hora: pernas para fora do avião, cabeça encaixada no instrutor, sorrisão no rosto e “se joga”. Não dá nem tempo de pensar em desistir, pode acreditar.

Momento em que saímos do avião (Foto: RoadTrio)

Momento em que saímos do avião (Foto: RoadTrio)

Você não tem que se preocupar praticamente com nada, a não ser se divertir. O trabalho “braçal” e a responsabilidade fica por conta do seu instrutor.

São aproximadamente 45 segundos em queda livre antes do paraquedas ser acionado. O único momento que sofri algum incômodo foi quando passamos pelas poucas nuvens que tinham no céu e as gotículas geladas pareciam pequenas e rápidas picadas de agulhas no meu rosto. Mas isso não durou mais de 3 segundos, não se preocupe.

Salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

Salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

Quando a velocidade se aproxima dos 200 km/h, a 5 mil pés, somos puxados para cima com a força da abertura do equipamento. Em seguida, mais aproximadamente 5 minutos sobrevoando aquela vista que parece ter saído de um filme. É possível ver o famoso Parque Nacional Tongariro e até mesmo Mount Doom, cenário de “Senhor dos Anéis”.

Em determinado momento, o instrutor entrega as ‘rédias’ para você guiar o paraquedas por alguns segundos. A sensação é única e indescritível.

Salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

Salto de paraquedas em Taupo (Foto: RoadTrio)

Hora de se preparar para o pouso. Pernas esticadas para frente e só. Voltamos para terra firme. Mas já? Já! O salto de paraquedas é tão bom que passa muito rápido!

A sensação de liberdade é única, a adrenalina é altíssima, o visual é maravilhoso e a experiência é incrível. Mas para entender um pouquinho melhor o que eu estou falando, é mais fácil você assistir ao vídeo abaixo:

Se você comprar o pacote com fotos e vídeos, poderá escolher a trilha sonora da edição do seu salto. Eles apresentam algumas opções para cada momento (preparação, salto e pouso) e você seleciona suas preferidas.

A Skydive Taupo é membro do órgão regulador da Associação da Indústria de Paróleos da Nova Zelândia (NZPIA) e sua operação é certificada pela Autoridade de Aviação Civil (CAA).

| Fique atento

Não há limite de idade para saltar. Mas se você for menor de 18 anos, vai precisar de um responsável para assinar o formulário de consentimento em seu nome. Já as crianças são avaliadas caso a caso, mas sempre devem estar acompanhadas de um responsável. Por razões de segurança, pessoas com mais de 100 kg não podem saltar.

É recomendável que o turista separe no mínimo três horas para o salto (preparação, orientação e salto). Ele depende 100% das condições climáticas, podendo ser adiado.

Dica extra: aproveite que você se aventurou e conheça o Mc Donald’s mais legal do país: dentro de um avião.

Mc Donald's de Taupo (Foto: RoadTrio)

Mc Donald’s de Taupo (Foto: RoadTrio)

| Preço

Salto de paraquedas 15 mil pés (60 segundos de queda livre): NZ$ 359;
Salto de paraquedas 12 mil pés (45 segundos de queda livre): NZ$ 279;
Salto de paraquedas 15 mil pés + fotos e vídeo HD (handycam): NZ$ 519;
Salto de paraquedas 12 mil pés + fotos e vídeo HD (handycam): NZ$ 458;
Salto de paraquedas 15 mil pés + fotos e vídeo HD (cameraman extra): NZ$ 559;
Salto de paraquedas 12 mil pés + fotos e vídeo HD (cameraman extra): NZ$ 498
Apenas fotos: NZ$ 139
Apenas vídeo: NZ$ 149
Todo o conteúdo digital é entregado em um USB personalizado.

Serviço

Endereço: 26a Anzac Memorial Drive, Taupo, New Zealand
Site: www.skydivetaupo.co.nz
Telefone: +64 800 586 766
Horários: 7 dias da semana, do nascer ao pôr do sol. Fechado dias 25 e 26 de dezembro e 1º de janeiro.
Formas de pagamento: Visa, MasterCard, Eftpos NZ e dinheiro (dólar neozolandês. 100% do pagamento é feito depois do salto.
Instagram: @skydivetaupo
Facebook: Skydive Taupo
Email: info@skydivetaupo.co.nz
Lembre-se de ligar 30 minutos antes do seu agendamento para confirmar o salto.
É proibido levar a própria câmera por questões de segurança

Veja abaixo mais fotos do salto de paraquedas em Taupo, na Nova Zelândia:

Este slideshow necessita de JavaScript.

***  Em roadtrips longas como esta, é indispensável alugar um carro com seguro completo e analisar as condições de retirada em um ponto e devolução em outro. Faça um orçamento completo com a Hitch Rental Cars.

Além disso, para maior segurança e tranquilidade, faça sempre um seguro viagem. Nós fizemos um com a Chancetour Viagens, que tem um preço bem acessível e ampla cobertura! A tranquilidade de saber que você está seguro em todos os aspectos faz com que você curta muito mais sua viagem. Peça seu orçamento aqui!

Sobre o autor

Formada em jornalismo, já passou algumas temporadas na Califórnia e em Barcelona. Os anos de cobertura de Semanas de Moda internacionais passaram e fizeram com que ela descobrisse que o seu verdadeiro estilo é viajar.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.