Park Hotel: onde se hospedar em Wellington, NZ
Atendimento9
Limpeza10
Preço7.5
Localização10
Lazer6.5
Acomodação9
8.7Nota RoadTrio

Diferentemente da maioria das cidades da Nova Zelândia – em que os principais atrativos envolvem a natureza -, a capital do país, Wellington, tem muitos pontos de interesse que vão além das belíssimas paisagens.

Não é à toa que a cidade foi apelidada de The coolest little capital of the world (a pequena capital mais legal do mundo) pela Lonely Planet. Ela tem a perfeita combinação de uma população jovem com lugares descolados que você provavelmente vai adorar conhecer. Se você colocou a cidade no seu roteiro, reserve pelo menos duas noites por lá.


LEIA TAMBÉM
Tudo que você precisa saber sobre a NZ
Ilha norte da NZ: de Auckland até Wellington
Ilha Sul da NZ: de Picton até Milford Sound
7 motivos para alugar um carro na Nova Zelândia
Alugue uma casa na NZ e tenha uma experiência “kiwi”


Por ter uma vida cultural ativa e amplo leque gastronômico, é de extrema importância que você se hospede em um hotel na área central da cidade, que te permita chegar a pé aos principais pontos.

Durante nossa passagem pela cidade, nos hospedamos no Park Hotel, um hotel contemporâneo 4 estrelas com muito conforto e bem no centro da capital.

O Park Hotel fica bem localizado (Foto: Divulgação)

O Park Hotel fica bem localizado (Foto: Divulgação)

| Localização

O hotel está localizado no coração de Wellington, tanto no centro financeiro da capital como no centro de compras, e bem próximo aos principais cafés, bares e restaurantes.

Além disso, há cinemas e teatros por perto, além do Wellington – Te Papa (teleférico e uma das atrações mais famosas), da Galeria da Cidade e, claro, do mar. A Oriental Bay fica a apenas 3 quilômetros do hotel. O Park Hotel é rodeado por pontos de ônibus e fica a 5 minutos de carro do Ferry Terminal, de onde partem as balsas que vão para a ilha sul do país.

Se você estiver disposto a uma caminhada de 20 minutos, poderá chegar à Cuba Street, uma das ruas mais famosas da cidade, repleta de restaurantes, bares, lojas e artistas de rua.

Vista do nosso quarto no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

Vista do nosso quarto no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

| O hotel

A vista deslumbrante do Midland Park, o “refúgio” verde favorito da população local, inspirou o nome do hotel. O Park Hotel foi inaugurado em 2016 e oferece quartos no estilo estúdio elegantes para uma ou duas pessoas, além de apartamentos de três quartos, perfeitos para famílias ou grupos de amigos que viajam juntos. Vale destacar que o hotel tem 9 quartos com acessos a deficientes físicos.

Com um estilo contemporâneo, cada quarto é projetado para o conforto e para suprir as necessidades dos turistas. Os móveis são modernos e a decoração é simples e muito aconchegante. Os quartos são muito bem iluminados, já que estão rodeados por janelas e têm camas extremamente confortáveis.

Nossa suíte no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

Nossa suíte no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

Todos (menos o Standard Robin Room) são equipados com uma mini-cozinha que inclui fogão e utensílios necessários para quem prefere preparar uma refeição em vez de sair para comer.

Além disso, os quartos têm TV a cabo (Sky) com mais de 30 canais, ar-condicionado, café, chá, microondas, geladeira, ferro e tábua de passar, amenidades e secador de cabelo. Berço também está disponível se necessário e sem custo adicional. A lavanderia é aberta aos hóspedes e gratuita.

Suíte 100% equipada no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

Suíte 100% equipada no Park Hotel (Foto: RoadTrio)

| Facilidades

O Park Hotel não tem café da manhã incluso, o que muitas vezes pesa no bolso de turistas que não querem gastar muito além daquele preço pré-reservado para a hospedagem.

De qualquer forma, o hotel abriga o restaurante Sterling Woodfire Eatery and Bar, que oferece café da manhã, almoço e jantar a preços relativamente modestos. O serviço de quarto é diretamente ligado ao restaurante e funciona 24 horas por dia.

O estacionamento também não está incluso. Eles oferecem vagas a NZ$ 25 a noite, mas elas não são cobertas e estão sujeitas à disponibilidade da data. Duas das 17 vagas são dedicadas a carros elétricos, nas quais o hóspede consegue carregar o carro durante a noite.

Estacionamento do Park Hotel (Foto: RoadTrio)

Estacionamento do Park Hotel (Foto: Divulgação)

O Park Hotel pode guardar suas malas sem custo adicional por até 24 horas após o seu check-out.

Um dos diferenciais do hotel é que os hóspedes têm acesso gratuito à academia favorita dos residentes de Wellington, a Les Mills, localizada em Lambton Quay, poucos minutos a pé do Park Hotel.

| O restaurante

Nós pudemos desfrutar do café da manhã no Sterling Woodfire Eatery & Bar, que tem uma decoração aconchegante, moderna e convidativa. Pagamos NZ$ 14,50 por um ovo pochet com pão e um café com leite, mas tudo estava muito saboroso. Este não é dos cafés da manhã mais econômicos da região, levando em conta a grande quantidade de cafés e restaurantes que existem por perto.

No almoço e no jantar, os preços vão de NZ$ 8 a NZ$ 34, entre entradas e pratos principais. Veja o cardápio completo do Sterling Woodfire Eatery & Bar.

Sterling Woodfire Eatery & Bar (Foto: Divulgação)

Sterling Woodfire Eatery & Bar (Foto: Divulgação)

O restaurante fica aberto no café da manhã, almoço e jantar e oferece brunch aos finais de semana e serviço de bar.

*Para saber quanto vale a moeda deles, confira aqui o Guia Especial sobre a Nova Zelândia.

| Preço

Os preços partem de R$ 307 por noite. Uma criança com menos de 12 anos não paga se usar cama extra no quarto. Camas extras para adultos custam R$ 113. 

Serviço

Check-in: 14h
Check-out: 11h
Wifi: 1GB grátis por dia
Pagamento: Mastercard, Visa, American Express, Diners ou dinheiro
Endereço: 101, The Terrace, Wellington 6011, NZ
Telefone: +64 (4) 260 5000
E-mail: info@parkhotel.nz / reservations@parkhotel.nz
Site: www.parkhotel.nz

Veja mais fotos do Park Hotel na galeria abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Sobre o autor

Formada em jornalismo, já passou algumas temporadas na Califórnia e em Barcelona. Os anos de cobertura de Semanas de Moda passaram e fizeram com que ela descobrisse que o seu verdadeiro estilo é viajar.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.