Santiago sempre nos surpreende, seja no inverno ou no verão. A capital do Chile tem um ‘quê’ europeu em suas construções, no clima e até nos costumes. A cidade é moderna e charmosa ao mesmo tempo e fica em uma região central, propícia para depois conhecer outras cidades, mesmo que seja para um bate-volta.

O país fica tão próximo do Brasil – aproximadamente 4h40 de avião – e tem clima e atrações muito diferentes do que estamos acostumados. A viagem começa linda, ainda da janelinha do avião, já que é possível admirar a Cordilheira dos Andes lá do alto antes de pousar no aeroporto. Por falar nela – a Cordilheira – ela é plano de fundo da cidade em praticamente qualquer lugar que você vá.

Vista do avião da Cordilheira dos Andes (Foto: RoadTrio)

Santiago, particularmente, pode ser o ‘ponto de parada’ para os fãs de esportes. Isso porque a cidade está localizada a 1 hora de uma das principais estações de esqui do mundo, o Valle Nevado, e a 1 horas e 30 minutos de algumas praias, como Viña del Mar e Valparaiso. Sendo assim, o local tem atrativos tanto no verão quanto no inverno.

A estrutura de Santiago é ótima. A cidade oferece e hotéis e hostels para todos os bolsos, visuais incríveis e uma vasta opção de restaurantes com os mais variados tipos de culinária.

JÁ SEGUE A GENTE NO INSTAGRAM? @ROADTRIO

Como chegar

O Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez recebe voos de todos os continentes diariamente. Do BRasil, há vários voos diretos que saem das principais capitais.

TAM e LAN atualmente são as melhores opções, com voos diretos a partir de São Paulo e Rio de Janeiro.

O aeroporto fica a 15km do centro de Santiago e, se você não alugar um carro, é possível pegar um ônibus executivos que fazem a ligação entre aeroporto e o centro da cidade.

Clima e Fuso Horário

Vale destacar que Santiago tem as quatro estações muito bem definidas, com temperaturas que vão de 0° a 15° no inverno e de 16º a 35º no verão. Nas estações mais frias, que são as mais chuvosas, o ar da cidade fica mais limpo e a visibilidade da Cordilheira coberta por neve fica melhor.

No inverno, a Cordilheira dos Andes fica ainda mais bonita coberta de neve (Foto: RoadTrio)

Visto e Moeda

Brasileiros não precisam de visto para entrar no Chile e podem apresentar apenas o RG ou carteira de motorista. De qualquer forma, recomendamos o uso do passaporte porque, desta maneira, é possível ter a isenção de um imposto sobre o preço do valor das hospedagens, de 19%.

No Chile a moeda que cirtula é o Peso Chileno. R$ 1,00 corresponde a CLP 212,00 (cotação março/2017). Então, CLP 1000,00, corresponde a R$ 4,73.


LEIA TAMBÉM
Um dia de esqui no Valle Nevado, Chile
Conheça trekkings na selva da Patagônia Chilena
Madrugando para ver os Geyrsers de Tatio, Chile
Uma mistura de cores e suspiros no Salar de Tara


Transporte

O aluguel de carro é uma ótima opção para quem acrescenta no roteiro alguns ‘bate-volta’ para o Valle Nevado, Vinã del Mar ou Cajón del Maipo. Nós optamos pela empresa Seelmann Rent a CarO trânsito na cidade é um pouco caótico, apesar de ter muitas vias subterrâneas alternativas para quem quer ganhar tempo. Essas vias cobram pedágio com valores que variam de acordo com a hora do dia.

De qualquer forma, a cidade tem 6 linhas linhas de metrô que dão acesso aos principais pontos de interesse. Ônibus também é opção, mas eles não aceitam dinheiro, apenas o Bip! Card, um cartão de passagem que serve para ônibus e metrô, pagando apenas uma tarifa dentro do período de 120 minutos.

Nosso carro alugado com a Seemann Rent a Car (Foto: RoadTrio)

O que fazer?

Sky Costanera

Visual do Sky Costanera (Foto: RoadTrio)

Lugares para ver Santiago do alto não faltam. O Sky Costanera, mirante mais alto da América Latina, é uma das opções. Ele fica no topo de um prédio a 300 metros de altura e tem uma vista 360º da cidade.

O Sky Costanera foi inaugurado em 2015 e fica integrado ao complexo do Shopping Costanerra Center. O mirante fica no 61º andar do prédio e o visual é realmente surpreendente. Demos sorte de a cidade estar com visibilidade, já que existem épocas em que a poeira por conta do calor encobri as montanhas do Valle Nevado. Dizem que o pôr do sol é lindo! Talvez seja bom chegar por lá ao entardecer.

O único defeito é que lá no topo não tem nenhum restaurante, bar ou café para comprar uma água ou passar um tempo mais longo e agradável. Vá preparado com sua garrafinha de água!

O Sky Costanera funciona diariamente das 10h às 22h. Os tickets variam entre R$ 33,50 e R$ 67,00.

Viña Undurraga

Plantação de uvas na Viña Undurraga (Foto: RoadTrio)

Escolhemos uma vinícola que não está constantemente na rota dos brasileiros: a Viña Undurraga, e foi mais uma surpresa muito agradável. O local fica a aproximadamente 40 km de Santiago e nos conquistou de cara pelo belo casarão, o jardim dos sonhos e, claro, o espumante de recepção.

Nosso tour, que demoraria cerca de 1h30, dobrou de tempo! Conhecemos cada canto da plantação de uvas (e, sim, provamos todas elas), passamos pela área de armazenamento, pela adega e pelo museu Mapuche. No fim do passeio, fizemos uma degustação de vinhos completa, combinada com queijos e outros aperitivos.

O tour custa aproximadamente 10 mil pesos Chilenos.

Cerro San Cristóbal

Escadaria para a Estatua de la Virgem (Foto: RoadTrio)

O Cerro San Cristóbal é um passeio para todos os tipos de turistas: aqueles que querem relaxar ou os que preferem praticar esportes. Ele fica no Bairro Bellavista e faz parte do Parque Metropolitano de Santiago, considerado o maior parque urbano do Chile.

Ele é bem grande e abriga o Zoológico Nacional do Chile, a Estatua de la Virgem – com 36 metros de altura -, o Santuário de la Inmaculada Concepción, além de uma das mais belas vistas da cidade. Ele fica a 880 metros acima do nível do mar.

Para chegar ao topo, é possível ir de bicicleta, caminhando (haja energia!), de funicular ou teleférico. Optamos pela última opção, mas chegamos de carro até metade do parco – dá para pegar o teleférico desde lá debaixo, já que ele tem várias estações.

Veja todos os valores dos transportes do Cerro San Cristóbal aqui.

Concha y Toro 

Taças para degustação de vinho em Concha y Toro (Foto: RoadTrio)

Assim como na Viña Undurraga, o passeio por Concha y Toro, no Valle del Maipo (30 km de Santiago), é extremamente agradável. Mas por ser mais conhecida e muito mais procurada pelos turistas, as chances de você “sair do roteiro” e conhecer além são menores.

O passeio vale mesmo para quem é totalmente leigo quando o assunto é vinho. Os guias são 100% preparados para explicar todo o processo de produção do vinho, passando desde a plantação até o “produto final”, na bodega com os barris antigos.

Um dos atrativos famosos desse tour é o armazém do famoso vinho chileno Casillero del Diablo. Nessa hora, O guia apaga as luzes do local e uma voz começa a contar a lenda de que, para proteger a produção que estava sendo surrupiada por algum empregado, Don Melchor – o fundador inventou que o diabo vivia ali. Rola até uma projeção na parede!

O valor depende do tour, mas varia de 7 mil pesos chilenos a 22 mil pesos Chilenos.

Pueblito Los Dominicos

Uma das tendas de vendas no Pueblito (Foto: RoadTrio)

No Brasil, chamaríamos o Pueblito Los Dominicos de feirinha de artesanato. Por lá você encontra pinturas, cerâmicas, esculturas e comida típica. O local é bem bonitinho e o passeio é muito agradável. Ele foi construído na década de 70 e oferece mais de 150 lojas em suas ruas de terras batida e casas de barro.

Mercado Central

A famosa centolla do Mercado Central (Foto: RoadTrio)

Se você, assim como nós, precisa visitar o “mercadão” da cidade que visita, com certeza vai amar conhecer o Mercado Central de Santiago. Como na maioria das outras cidades, nada mais é que um galpão cheio de quiosques que vendem frutas típicas, frutos do mar e artesanato.

Há vários restaurantes por lá, com cardápios muito bem recomendados. Não deixe de experimentar a Centolla, um caranguejo gigante encontrado na costa do Chile. Mas prepare-se para desembolsar uma boa grana.

Cerro Santa Lucía

Visual do Cerro Santa Lucía (Foto: RoadTrio)

O Cerro Santa Lucía é o coração de Santiago, já que é o lugar onde a cidade foi fundada. Mais uma vez, este lugar é perfeito para quem quer ter um lindo visual da cidade, além de descansar e fugir do caos.

No topo está o Mirante do Cerro Santa Lucía, a 69 metros do chão e a 629 metros acima do nível do mar. O mirante é bem pequeno, então é preciso “esperar sua vez” para conseguir chegar lá.

A entrada é gratuita e o único requisito é que você assine o livro de visitas e tenha fôlego para subir as escadas e rampas.

Circuito histórico

Centro de Santiago (Foto: Kyle Simourd / Flickr)

Nesse circuito você pode conhecer a Plaza de Armas, a Catedral Metropolitana, o Palácio de la Moneda (onde fica a sede presidência chilena), a Plaza de La Constitución, o Panteón de Los Heróis de La Pátria e o Museu de Arte Pré Colombiana de uma vez só. Também vale a pena conhecer as ruas da região, caminhar pelo Paseo Ahumada e parar em um dos cafés charmosos que tem por ali.

Vale a pena deixar o carro de lado, pegar o metrô e descer na estação La Moneda, e dedicar o dia para conhecer tudo a pé e observar o “quê” europeu que citamos acima.

| Escapadas de Um Dia

Valle Nevado

Dia de esqui no Valle Nevado (Foto: RoadTrio)

Ficar por algumas horas observando as belezas da região dos Andes, no Valle Nevado, é uma experiência única. Mesmo que você não saiba ou não queira esquiar, faça o passeio. Confie, você não vai se arrepender!

Estávamos de carro, mas optamos por solicitar um serviço de transfer que nos levasse até o local. Como não estamos acostumados a dirigir na neve e teríamos que colocar correntes nas rodas, decidimos poupar esforços.

Se tiver interesse nesse tipo de serviço, normalmente o hotel que você estiver hospedado poderá indicar. O carro nos buscou no hotel às 7h e passamos em uma loja para alugar roupas, botas, óculos e prancha de Snowboard. O equipamento completo custou certa de 70 mil pesos chilenos (R$ 343). É… este é um esporte caro.

A viagem tem cerca de 55 km, dura aproximadamente uma hora e meia e a estrada tem paisagens incríveis. Leia o relato completo aqui.

Embalse el Yeso

Visual do Embalse el Yeso (Foto: RoadTrio)

Palavras não vão poder descrever esse local – que em breve terá um post especial por aqui. O local fica em Cajon del Maipo, aproximadamente 2h30 de Santiago, mas vale a viagem em qualquer época do ano.

O Embalse el Yeso é um reservatório de água que se origina na Cordilheira dos Andes à aproximadamente 3 mil metros de altitude, sendo a principal fonte de água potável da capital. Os tons de azul são realmente impressionantes e a combinação com a Cordilheira deixam a paisagem perfeita, mesmo no verão.

Não muito distante está o Parque Valle del Yeso. Para chegar nas termas quentinhas, é preciso percorrer uma estrada de 7 km desde a entrada do parque. Prepare-se para pequenas aventuras como cruzar de carro um pequeno rio. O visual é deslumbrante. O parque não é muito cheio, pois poucos conhecem, e os turistas curtem o local com as Cordilheiras dos Andes nevadas ao fundo.

Viña del Mar e Valparaíso

Calçadão de Viña del Mar (Foto: RoadTrio)

As duas cidades ficam aproximadamente um hora e meia de carro desde Santiago e elas se transformam no inverno e no verão (mas vale a visita nas duas estações). Nos surpreendemos com a quantidade de pessoas por lá! Com a temperatura alta, claro, Viña del Mar vira um dos lugares mais badalados e disputados do país. Ela tem uma infra-estrutura de dar inveja a muitas cidades litorâneas brasileiras. Conseguir um “lugar ao sol” não é atividade fácil, mas vale a pena para os amantes de praia.

Em Valparaíso, A Playa Las Torpederas, que antes era um reduto de pescadores, é uma das mais conhecidas e bonitas. A água, apesar de bem gelada, é cristalina e tranquila. O acesso é muito fácil tanto para quem vai de carro, quanto para quem vai de ônibus.

O melhor lugar para surfar está ao norte de Viña del Mar, em Concón. Além de boas ondas, as praias da região tem um visual indescritível.

Onde se Hospedar

O RoadTrio experimentou diferentes tipos de hospedagens, para todos os gostos e bolsos.

La Casa Roja

Nosso quarto no Casa La Roja (Foto: RoadTrio)

Quem quer uma opção boa, bonita e barata para se hospedar na cidade, La Casa Roja é perfeita. O hostel é um casarão antigo, com piscina, jardim com bar e cantinhos gostosos como esse da foto. Tem quartos para aqueles que querem dividir com outras pessoas e quartos para casal, com banheiro privativo.

Luciano K

Piscina no topo do Luciano K (Foto: RoadTrio)

O Luciano K é um hotel boutique que fica no bairro Providência, centro gastronômico e cultural de Santiago. Ele é muito charmoso, com decoração linda e abriga o primeiro elevador do Chile. O rooftop é uma atração a parte. A piscina, o bar e os pequenos lounges deixam o ambiente perfeito para quem quer descansar e curtir o clima descontraído. Nós adoramos! Sem contar os quartos – apenas 38  o nosso tinha banheiro na sacada e muito conforto.

Happy House Hostal

Área externa do Happy House Hostal (Foto: RoadTrio)

Santiago é cheia de casarões muito bem conservados espalhados por seus bairros. Este da foto, que abriga o Happy House Hostal, é uma contrução histórica no estilo colonial e opção de hospedagem com custo-benefício ótimo para quem está de passagem pela cidade. A estrutura completa deixa o hostel com cara de hotel: quartos privativos, piscina, deck de sol, salão de jogos e lounges com decoração charmosa.

Apart-Hotel

Visual do topo de um apart-hotel (Foto: RoadTrio)

Na nossa primeira viagem à Santiago, nos hospedamos em um Apart-Hotel. Existem vários espalhados para a cidade e esta pode ser a opção perfeita para quem viaja com muitos amigos ou família. Eles oferecem a infra-estrutura completa de um apartamento, com vários quartos, banheiros, sala e cozinha.

Onde Comer

Recebemos convites de alguns restaurantes da região e recomendamos os melhores abaixo. Pode ir que com certeza você não vai se arrepender.

Sobremesa do restaurante Giratorio (Foto: RoadTrio)

Patio Bellavista
Site: patiobellavista.cl
Telefone: (562) 2249 87 00
Endereço: Constitución 53. Providencia

Giratorio
Site: giratorio.cl
Telefone: (562) 2232 1827
E-mail: giratorio@giratorio.cl
Endereço: Nueva Providencia 2250, piso 16. Providencia

Castillo Forestal
Site: castilloforestal.cl
Telefone: (569) 4444 8531
Endereço: Av. Cardenal José María Caro 390 Parque Forestal

Terraza K
Site: www.lucianokhotel.com
E-mail: info@lucianokhotel.com
Endereço: Merced 84. Lastarria

Pinpilinpausha
Site: www.pinpilinpausha.cl
Telefone: (562) 2233 6507
Endereço: Isidora Goyenechea 2900 , Las Condes

Uncle Fletch
Site: www.uncle-fletch.com
Telefone: 56 (2) 27776477 / 56 (2) 2904 5091
E-mail: contact@uncle-fletch.com
Endereço: Dardifnac 0192, Providencia / Jorge Washinton 111, Boulevar Plaza Ñuñoa

Quinto Poniente
Telefone: 56 32 268 1723
Endereço: 5 Pte. 416, Viña del Mar, Región de Valparaíso

Informações gerais

Língua: Espanhol.

Moeda: pesos R$ 1,00 = CLP 212,00

Visto: Não é necessário.

Saúde: nenhuma vacina é obrigatória.

Site oficial: 

Fuso horário: GMT -03:00

Sobre o autor

Formada em jornalismo, já passou algumas temporadas na Califórnia e em Barcelona. Os anos de cobertura de Semanas de Moda passaram e fizeram com que ela descobrisse que o seu verdadeiro estilo é viajar.

5 Respostas

  1. Ági Bester

    Adorei a reportagem, curti a viagem com vocês. Com certeza quero conhecer alguns desses lugares paradisíacos!

    Responder
    • RoadTrio

      Obrigada! Sempre bom ter esse feedback. Que bom que te inspiramos a conhecer esses lugares! Realmente vale muito a pena!
      Beijos

      Responder

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.