Estamos sempre planejando uma viagem. Seja para simplesmente descansar ou para aproveitar tanto que você precisa de outra viagem para se recompor. Ou os dois ao mesmo tempo.

Em 2017, decididos aproveitar cada momento que der para colocar em prática o que mais amamos na vida: viajar. Tirar um fim de semana, um feriado ou até mesmo um domingo para fazer um bate-volta, já que sempre tem um lugarzinho incrível ali do lado.

Por isso, fizemos a mala e fomos conhecer de perto um destino que tem aparecido na rota dos viajantes brasileiros, principalmente dos moradores de São Paulo e Minas Gerais. O destino da vez foi São Francisco Xavier, um distrito de São José dos Campos (SP) localizado na Serra da Mantiqueira.

Vista da Serra da Mantiqueira (Foto: RoadTrio)

Entre os principais atrativos de SFX estão as charmosas e românticas opções de hospedagem, restaurantes com uma deliciosa gastronomia, e claro, seus encantos naturais como cachoeiras, trilhas, picos de altitude, fauna e flora abundantes. A região é considerada área de Proteção Ambiental Federal, pois faz parte da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul.

| O que fazer

A região é pequena e não é necessário mais do que três dias para conhecer os principais pontos da cidade. Caso queira ir a fundo e praticar todas as atividades que SFX tem a oferecer, pode colocar mais um ou dois dias em seu planejamento.

Cachoeira Pedro David

É a mais conhecida, principalmente por ser pública e a única gratuita. Porém, é também a mais cheia. Se estiver calor e for um domingo, esquece. Você mal conseguirá ver a água. Por isso, planeje-se para chegar cedo. Nós fomos no sábado de manhã e não tivemos problema.

(Foto: RoadTrio)

O acesso é muito fácil. Ao chegar no local, é possível parar em alguma vaga que tem em frente ao portão. Caso contrário, existem dois estacionamentos na estrada, que cobram R$10 pela estadia. Tem também aqueles que param na rua/estrada mesmo, apesar de não ser muito seguro. Ao entrar no portão que dá acesso ao local, você irá parar quase dentro da cachoeira. A parte principal tem 15 metros de altura e várias quedas e para chegar até ela, mal existe trilha. Porém, a dica é continuar explorando o caminho até as partes mais calmas, onde a água fica represada e não tem quedas d’águas.

A Cachoeira Pedro David fica no Recanto Turístico Pedro David, com acesso pela estrada municipal, km 21. São 3 quilômetros até a Vila, seguindo no sentido de Joanópolis.

Cachoeiras Pouso do Rochedo

Essa cachoeira fica dentro de uma propriedade particular que também é uma pousada. É possível entrar para apreciar a natureza mesmo não sendo hóspede, mas é preciso pagar por isso.

O complexo possui 7 cachoeiras com trilhas bem cuidadas e sinalizadas. A trilha mais conhecida, a da Montanha, leva o visitante a 4 mirantes com vista para Serra da Mantiqueira, onde é possível avistar cidades vizinhas e uma paisagem exuberante. O passeio pode durar até 3 horas, sendo que quem não estiver hospedado na pousada, pode ficar apenas 4 horas.

Mais informações: pousodorochedo.com.br

Bruxinhas do Mato

Imagine aproveitar uma tarde relaxante nesse spa! (Foto: Bruxinhas do Mato)

Se você foi a São Francisco Xavier a procura de descanso, o Bruxinhas do Mato é o local perfeito. Localizado em um cantinho do bairro Machado, o espaço é muito aconchegante e oferece banhos de imersão feitos com ervas e flores colhidas na hora, massagens, escalda-pés com reflexologia, calatonia, reiki e uma linha de produtos exclusivos, sempre com a finalidade de ajudar a restabelecer a harmonia do corpo físico e emocional. O preço (R$ 220,00 banho casal / R$ 130,00 individual/ R$ 150,00 massagem) é um pouco salgado, mas vale pela experiência e tranquilidade do espaço.

Cachoeira do Roncador

A 14 km do centro está uma das maiores cachoeiras da região, com queda principal de 45 metros de altura, terminando em uma sequência de outras várias pequenas quedas. A área é propriedade particular, pertencente a uma pousada e um restaurante, por isso também é necessário pagar uma taxa de visitação. Mas fique esperto: o local é aberto aos não hóspedes apenas em feriados e finais de semana.

Mais informações: cachoeiradoroncador.com.br

Muito mais…

Essas são as atrações básicas da cidade. Porém, se você tem mais tempo e está procurando um pouco de adrenalina, vá até o Centro de Apoio ao Turista (CAT). Lá eles oferecem trilhas, acqua ride (também conhecido como boiacross) e rapel.

Entre as trilhas mais famosas da região e que proporcionam uma vista de tirar o fôlego estão a Queixo Danta, com subida íngremes e alto nível de dificuldade, e a Pedra do Porquinho, em que se pode ir de carro e fazer uma pequena caminhada até a pedra.

 

| Onde ficar

Portal Equilibrium

O Portal é uma pousada e também uma atração turística, que deve ter ao menos um dia em seu roteiro. Administrado de perto pela dona Márcia Vero, o Portal do Equilibrium tem a proposta de reconectar as pessoas com a natureza e equilibrar a mente, corpo e espírito. Só estando lá para entender que eles conseguem colocar em prática esse objetivo. Confira aqui a matéria completa sobre o hotel.

Piscina com borda infinita e vista para a Serra da Mantiqueira. Sim, isso existe! (Foto: RoadTrio)

A dica é ficar hospedado por lá, pois você realmente irá se desligar do mundo e viver em meio à natureza. Nós passamos um final de semana nesse pequeno paraíso. Mas mesmo que você não fique hospedado, não deixe de aproveitar as atrações disponíveis. O Porta conta com duas trilhas, nascentes, passeio a cavalo, grutas, tirolesa e um delicioso restaurante.

 

| Onde comer

Os restaurantes ficam principalmente no centro do distrito. Ou seja, estacione próximo da Rua XV de Novembro, caminhe pela praticamente única rua da cidade e escolha o local que irá aproveitar a noite. A maioria dos lugares possuem cervejas artesanais, o que vale provar. Entre tantas opções gastronômica, o RoadTrio separou quatro que merecem a sua atenção.

Villa K2

(Foto: Villa K2)

Aberto em fevereiro de 2016, o local chama a atenção pelo seu estilo mais moderno e amplo. Com um cardápio variado, os petiscos mais pedidos da casa são o bolinho de bacalhau e o pernil de colher. Já para aqueles que gostam de aproveitar a noite para degustar deliciosos vinhos, a carta também atende todos os gostos. Inclusive, ela foi elaborada por sommelier da Grand Cru, o que a tornou exclusive dele em São Francisco Xavier.

Além dos pratos, sobremesas e bebidas, o bar/restaurante se destaca em dois outros pontos: água é servida à vontade e você pode levar o seu bichinho de estimação no local (acredite, eles já receberam até coelhos!). E para fechar o passeio, você pode comprar alguns ingredientes e especiarias no emporium que eles têm dentro do lugar. Vale a pena!

Pangea Restobar

O cardápio do Pangea oferece pratos feitos a base de produtos com origem da regional. O local tem uma pegada meio pub, com um ambiente descontraído e música ao vivo aos sábados.

Bem-te-vi Street Bar

É tão pequeno que quase passa despercebido. O bar é apenas um corredor com pequenas mesas para duas pessoas e um balcão que dá para a rua. O cardápio é enxuto, mas atenderá o gosto de quem procura um lugar aconchegante para experimentar cervejas artesanais entre um petisco e outro.

O pequeno bar Bem-te-vi tem boas opções de cervejas locais (Foto: RoadTrio)

Neo Armazém

O local é o atual point da região. O bar é novo e administrado por um dos antigos donos do restaurante João de Barro, também muito recomendado em SFX. O Neo distoa dos outros restaurantes da rua pelo seu estilo moderno. Entre suas especialidades, cerveja artesanal e queijo de cabra. Porém, o cardápio de pratos e petiscos é bem completo.

Sobre o autor

Em 2011, a jornalista morou na Europa, onde foi travel-writer para o Guia Criativo para O Viajante Independente na Europa. De volta ao Brasil, não quer se limitar às paredes de um escritório e fez do seu hobby uma nova profissão.

2 Respostas

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.