A cidade recebe milhões de turistas que querem conhecer de perto o palco da maior tragédia romântica da história: Romeu e Julieta. Sim, Verona respira a história de William Shakespeare, mas se engana quem acha que isso é tudo o que há para ver por lá. Localizada na região do Vêneto, ao norte da Itália, a cidade também é conhecida como a pequena Roma e abriga diversas atrações para você se apaixonar.


LEIA MAIS SOBRE A EUROPA

10 lugares que você precisa conhecer em Barcelona
Giethoorn, a cidade holandesa sem ruas
Brela: o verdadeiro paraíso da Croácia
Os cinco pubs essenciais de Dublin, na Irlanda


Com suas ruelas e um clima apaixonante, Verona tem todo aquele charme típico da Itália, mas difícil de encontrar. De quebra, a cidade foi declarada patrimônio da humanidade pela UNESCO. Com tantos cantinhos especiais, reserve ao menos dois dias para conhecer as principais atrações. Faça tudo com calma, caminhe e deixe esse encanto todo dominar da sua viagem.

| O que fazer

Em primeiro lugar, tenha em mente que a cidade é tão pequena que é possível conhecer tudo a pé. Mesmo os mais preguiçosos devem abrir mão da comodidade do carro. Uma ou outra atração fica fora do centro. O ponto de partida para quase tudo pode ser ao redor da Arena, na Piazza Brà. Uma dica valiosa aos viajantes: no primeiro domingo dos meses de outubro a maio, muitas das atrações reduzem os preços para €1. Vale conferir.

Arena

Aproveite uma manhã para visitar a Arena, que fica bem no centro da cidade (Foto: RoadTrio)

Aproveite uma manhã para visitar a Arena, que fica bem no centro da cidade (Foto: RoadTrio)

Esse é um anfiteatro romano mais antigo do que o Coliseu, acredite. Construído no século 1º, foi palco de execuções, espetáculos e jogos. Hoje é uma casa de ópera que comporta 30 mil pessoas e palco de um renomado festival que acontece todo mês de agosto. Caminhe pela área, linda e cheia de história. Suba até os últimos lances de arquibancada para ter uma das mais belas vistas panorâmicas de Verona.

Casa di Giulietta

Suposto balcão da casa de Julieta Capuleto, onde ela teria aparecido para Romeu Montecchio (Foto: RoadTrio)

Suposto balcão da casa de Julieta Capuleto, onde ela teria aparecido para Romeu Montecchio (Foto: RoadTrio)

Se a história de Romeu e Julieta é realmente verdadeira, dificilmente saberemos. Os mitos ao redor do romance são diversos. Na dúvida, já que estamos em Verona, é melhor conferir de perto os indícios dessa linda e triste história. A começar pela suposta casa de Julieta Capuleto, com o balcão onde ela teria aparecido para Romeu Montecchio. O que realmente vale a pena ali é o pátio marcado por mensagens deixadas por viajantes enamorados. Seja nas paredes ou em cadeados, deixe você também um recado por ali. Se optar entrar na casa da mocinha, ainda terá chance de deixar um recado bem moderno: por e-mail, em um dos computadores que enviam o recado eletrônico à Julieta.

Por fim, faça a foto óbvia e divertida com a mão no seio direito – já dourado e reluzente – da estátua em bronze de Julieta. 

Tomba di Giulietta

Não tem muito o que se ver por lá, mas vale uma passadinha (Foto: RoadTrio)

Não tem muito o que se ver por lá, mas vale uma passadinha (Foto: RoadTrio)

O suposto túmulo de Julieta está a uns 10 minutos da casa. Nada de mais, mas para quem gosta da história, é interessante. Ao lado está a igreja onde ela teria se casado com Romeu.

Piazza delle Erbe

Mercado ao ar livre de artesanato e algumas comidas (Foto: RoadTrio)

Mercado ao ar livre de artesanato e algumas comidas (Foto: RoadTrio)

Se muitos turistas vão até a Arena para ver coisas históricas, aqui os viajantes querem ver animação em um mercado aberto de artesanato e alimentos, sendo uma boa opção para comer algo durante o dia. Esse centro movimentado foi uma vez Fórum Romano, marcado pelas construções medievais cor-de-rosa, que caracterizam Verona. No centro da praça é possível ver a Fontana di Madonna Verona, ao fundo, o Palazzo Maffei, edifício barroco, e, ao seu lado, a bela Torre del Gardello.

Ponte Pietra

A vista do local justifica a inspiração para a linda história de amor que a cidade respira (Foto: RoadTrio)

A vista do local justifica a inspiração para a linda história de amor que a cidade respira (Foto: RoadTrio)

A cidade é cortada pelo Rio Adige e, ao atravessar a ponte Pietra, você terá uma vista de várias torres e igrejas do outro lado do rio, uma vista que irá tirar o folego e te tornar mais um fã de Verona. A ponte foi erguida por volta do século 1º e segue aberta para pedestres desde então. Vá próximo ao entardecer e veja o pôr do sol, um dos mais lindos de toda a Itália.

Piazzale Castel San Pietro

Não deixe de conhecer Verona do alto (Foto: RoadTrio)

Não deixe de conhecer Verona do alto (Foto: RoadTrio)

Localizado próximo à Ponte Pietra, fica no alto de Verona. O acesso é gratuito e, apesar de ter que subir muitos degraus, o viajante terá uma linda vista aérea da cidade. Não tem muito o que se fazer por lá, mas não é todo dia que se tem a oportunidade de observar uma cidadezinha italiana que, ao menos do alto, parece ter parado no tempo.

Giardino Giusti

Ao visitar o jardim, nem parece que você está em Verona (Foto: RoadTrio)

Ao visitar o jardim, nem parece que você está em Verona (Foto: RoadTrio)

O local é a grande surpresa da cidade. Um verdadeiro oásis de natureza, arte e história no meio de um cidade com ruelas de cor pastel. Estar entre tanto verde deste jardim, fará com que você se surpreenda por algo que nem imaginava ter em  Verona. O local tem a mesma estrutura de 1570, deixada por Agostino Giusti, cavaleiro da República Veneziana. Entre estátuas mitológicas, fontes e muito silêncio, lá está um dos mais antigos labirintos da Europa.

| Onde ficar

É fácil achar um local para se hospedar. Entre a estação de trem e a Piazza Brà estão concentrados diversos hotéis. Mas prepare-se, os preços não são dos mais amigáveis.

A cidade é cheia de pequenos hotéis, também chamados de Albergo (Foto: RoadTrio)

A cidade é cheia de pequenos hotéis, também chamados de Albergo (Foto: RoadTrio)

Os que querem economizar, a cidade tem apenas um albergue, o Ostello Villa Francescatti. Barato, mas simples demais, com grandes dormitórios e banho nada agradável. Já aqueles que querem ficar em um hotel confortável e não tão no centro, existe o Hotel Aurora, na Piazza delle Erbe. Quartos aconchegantes, porém simples. O hotel tem uma deliciosa varanda, com vista para a Piazza delle Erbe, para passar o final da tarde.

 

| Onde comer

A Piazza Brà é onde a maioria dos restaurantes estão localizados (Foto: RoadTrio)

A Piazza Brà é onde a maioria dos restaurantes estão localizados (Foto: RoadTrio)

Assim como os hotéis, a Piazza Brà também pode ser um bom ponto de partida para escolher um restaurante. Desde os mais caros, até os mais em conta. O Brek é o que sempre está muito movimentado. O local é um grande self-service com típica comida italiana, com fartos pratos de massa, além de carnes e saladas. E o preço vale muito a pena!

Porém, por ser uma cidade pequena, é fácil encontrar restaurantes e pizzarias que agrade bolsos e gostos. Entre uma atração e outra, com certeza você encontrará uma deliciosa padaria ou sorveteria. Não tem muito segredo.

Confira mais algumas foto de Verona:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o autor

Em 2011, a jornalista morou na Europa, onde foi travel-writer para o Guia Criativo para O Viajante Independente na Europa. De volta ao Brasil, não quer se limitar às paredes de um escritório e fez do seu hobby uma nova profissão.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.