Texto escrito pela leitora Giovanna Mazzeo

No final do ano, Guararema se transforma na “Cidade Natal”, mas dá para aproveitar a tranquilidade do município com cara de cidade do interior o ano inteiro. Não faltam atrações para quem vai em busca de aproveitar o final de semana com a família.

O rio Paraíba do Sul é perfeito para quem quer andar de jet ski (Foto: Giovanna Mazzeo)

Rodeado por montanhas, a região costuma ser mais fria que a capital depois que o relógio marca 18h, mas, durante o dia, moradores e turistas aproveitam para andar de jet ski e barco pelo rio Paraíba do Sul que corta todo o centro da cidade. Crianças e adultos também se reúnem nos parapeitos do Recanto do Pau d’Alho – que significa Guararema em tupi-guarani – para jogar pão para os peixes e patos.

5

Crianças e adultos se reúnem nos parapeitos do Recanto do Pau d’Alho para jogar pão para os peixes e patos (Foto: Giovanna Mazzeo)

O recanto é considerado o cartão-postal de Guararema, pois além de decks com vista panorâmica, bancos e quiosques, lá também está um exemplar bicentenário de 33 metros do Pau d’Alho, árvore que dá nome à cidade.

Um dos pontos turísticos mais famosos é, sem dúvidas, o Parque Municipal Pedra Montada que recebeu esse nome porque abriga uma escultura natural feita com a sobreposição de duas pedras de nove metros de comprimento e dois metros e meio de altura cada uma. Outra escultura bastante visitada é a Pedra do Tubarão. Localizado na estrada da Lagoa Nova km 8, o parque tem uma extensa passarela suspensa que permite aos turistas ter um contato maior com a natureza.

2

O Parque Municipal Pedra Montada recebeu esse nome porque abriga uma escultura natural feita com a sobreposição de duas pedras (Foto: Giovanna Mazzeo)

Um pouco mais para frente fica o Alambique do Décio. Com 109 anos de tradição na fabricação de bebidas caseiras, lá é possível degustar uma ampla variedade de cachaças que são envelhecidas por até cinco anos em barris de madeira de carvalho. Uma das minhas preferidas é a cachaça de mel.

3

O parque tem uma extensa passarela suspensa que permite aos turistas ter um contato maior com a natureza (Foto: Giovanna Mazzeo)

| Estação Ferroviária de Luís Carlos

Construída em 1914 e tombada pelo município, o nome da estação é uma homenagem ao chefe do 2º Distrito Ferroviário da Central do Brasil, Dr. Luís Carlos da Fonseca Monteiro de Barros, que foi quem autorizou a construção para que os imigrantes da região enviassem a produção agrícola local para São Paulo e Rio de Janeiro.

Atualmente, a ferroviária e as ruas do entorno estão sendo restauradas e em breve será inaugurado o Passeio Turístico Estação Guararema – Estação São Carlos. A Estação Guararema, que fica bem no centro do município, foi amplamente usada para o transporte de pessoas e cargas por mais de 100 anos. Após a reforma, ela passou a funcionar como Centro Cultural e apenas um trecho da linha foi reativado para transporte industrial.

No local também fica estacionada uma locomotiva Maria-Fumaça 353, que será utilizada no passeio turístico.

| Explorando Guararema a pé

O centro de Guararema é ideal para quem gosta de bater perna. Todo interligado, dá para passear, comer e fazer compras sem precisar pegar o carro. O Centro Artesanal Dona Nenê tem cerca de 10 expositores de artesanato guararemense. Lá você encontra bijuterias feitas à mão, brinquedos de madeira e vários tipos de souvenires de Guararema.

Bem perto do centro artesanal está a Travessia Dona Victória que liga o espaço à Praça 9 de Julho (praça da igreja). Nos dias de sol, capivaras aproveitam para nadar e descansar à beira do rio embaixo da travessia e os turistas aproveitam para tirar fotos. Ainda durante a travessia é possível ver grandes painéis com fotos antigas da cidade.

Na Praça 9 de Julho está localizada a Igreja de São Benedito (Matriz), construída em 1956. Depois que a área foi reurbanizada em 2011, os turistas lotam os bancos da praça que é cercada por restaurantes, sorveterias e lojas.

4

Locomotiva Maria-Fumaça 353, que será utilizada no passeio turístico (à esq.) e Igreja de São Benedito, que foi construída em 1956 (à dir.) (Foto: Giovanna Mazzeo)

Ao redor dessa praça também está o melhor pastel de Guararema. O de salmão com cream cheese é imperdível!

Como toda cidade com cara de interior, não poderia faltar a Praça do Coreto. A de Guararema fica a uns quatro quarteirões da Igreja Matriz. Com jardim impecável e fonte, aos domingos o local recebe atrações musicais e um carrinho de pipoca charmoso no estilo retrô.

Quem gosta de contemplar fauna, flora e de fazer caminhadas e atividades ao ar livre não pode deixar de conhecer a Ilha Grande. Com playground e muitas áreas verdes, é possível ver esquilos e capivaras pelos 400 metros de trilhas. Quando você entra na Ilha Grande esquece totalmente que está no centro da cidade, é tudo tão preservado que parece que você está dentro da floresta.

 

leitor_autor-giovanna-mazzeo

Sobre o autor

Somos três amigos que compartilham o sonho de conhecer os quatro cantos do mundo. Da vontade de explorar diferentes lugares e da busca constante por novas experiências, surgiu o RoadTrio: um site que reúne informações, dicas e notícias do que não se pode perder por aí e é essencial para qualquer viajante.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.