Como é viajar na Classe Executiva da Copa Airlines


Aqui no RoadTrio, sempre que viajamos de avião, abrimos mão do conforto em nome da economia. Já estamos tão acostumados com assentos apertados que, quando a Copa Airlines nos convidou para visitar o Panamá, nem imaginávamos que o melhor da viagem começaria já no aeroporto de Guarulhos.


LEIA MAIS

Cidade do Panamá merece mais que uma ‘conexão’; conheça
Bon Bini a Curaçao – Tudo sobre a ilha caribenha
Saiba tudo sobre as praias de Curaçao


Eram quase duas horas da manhã, e a espera nas famosas cadeirinhas de embarque já estava ficando cansativa quando fomos chamados a comparecer ao balcão de atendimento. Talvez fosse o cansaço, mas podíamos jurar que estávamos sonhando quando a atendente da Copa Airlines nos disse que teríamos direito a um upgrade e viajaríamos de Classe Executiva. De repente, o ticket de embarque saltou da poltrona 47F para a 2A. Já não era mais sonho – vamos viajar nos primeiros assentos de um Boeing 737. Apenas 16 pessoas naquele voo tiveram esse privilégio. Para nós, tudo era novidade.

(Foto: RoadTrio)

| A Classe Executiva

“Iniciaremos nosso embarque com o Grupo 1”. E lá fomos nós. Obviamente, o avião ainda estava vazio, sem aquela fila de gente disputando espaços nos compartimentos de bagagem de mão. Guardamos nossas coisas tranquilamente e nos jogamos em poltronas tão grandes quanto àquelas de Papai Noel.

(Foto: RoadTrio)

A verdade é que esse era o local perfeito para uma viagem sem escalas de 6h30 até o Panamá. Esticar as pernas e quase deitar a 180 graus (suas pernas não ficam 100% esticadas, assim como seu tronco não fica 100% deitado) é tão maravilhoso quanto poder se cobrir com uma manta bem quentinha, comer com talheres de verdade em uma mesa grande, e sem correr o risco de cair com a cabeça no ombro do desconhecido do seu lado enquanto você dorme – ou vice-versa.

(Foto: RoadTrio)

O conforto é garantido tanto na horizontal quanto na vertical, já que as cadeiras são bem largas e você não precisa nem se preocupar se o passageiro ao seu lado vai ter que te acordar para que ele consiga ir ao banheiro. Aliás, outro ponto consideravelmente positivo é o banheiro. Pense em quantas pessoas estão no mesmo lugar, por tantas horas. A Classe Executiva tem um banheiro ‘exclusivo’, na frente do avião. Nunca nos importamos com as questões da Classe Econômica, mas quando conhece a diferença…!

| Mimos

Tudo começa por poder assistir aquele filme que você tanto queria usando fones grandes, fofinhos e bons. Esquecer de levar fone de ouvido é algo bastante comum entre a gente, então receber um par de ótima qualidade foi providencial.

Outra parte que agradou muito foi o kit de higiene pessoal: com escova e pasta de dente, máscara de dormir, creme hidratante para as mãos e protetor labial.

A necessaire foi feita inspirada na arte têxtil da etnia Guna – ou Kuna -, de San Blas, conhecida como Mola. Essa arte é tradicional no Panamá e, na língua dos índios Guna, significa ‘blusa’. Nada mais é do que uma arte muito bonita feita de bordados, colorida e geométricos.

(Foto: RoadTrio)

| Hora de comer

Não demorou muito para a simpaticíssima aeromoça nos trazer um ‘menu’, chamando cada passageiro pelo nome. Nada melhor, para quem esperava o tradicional “chicken or pasta” que, no fundo, tem tudo o mesmo sabor.

Todas as opções pareciam deliciosas, mas foi preciso escolher apenas uma. Até porque, o voo demoraria apenas 6h30.

O menu era para o café da manhã e tivemos que decidir entre tortilla de ovo e batatas acompanhadas de pimentões e cogumelos, ou pancake de banana com calda. Isso sem contar com a entradinha composta por frutas frescas da estação, iogurte, pão quentinho e manteiga. Sério, parecia um café de hotel, mas dentro do avião.

(Foto: RoadTrio)

Como era cedo demais ainda para tomar café da manhã, que seria servido após duas horas de voo, fomos recebidos com uma cortesia que incluía frios, tomatinho cereja, pão, bolacha salgado e algo para beber – no meu caso, café.

Mas vale ressaltar que o cardápio de bebidas vai além: vinho branco, cervejas, uísque, rum, espumantes, sucos e refrigerantes. Ok, essas opções nem foram tão surpreendentes, pois algumas (poucas) companhias aéreas oferecem quase parecido para a Classe Econômica.

(Foto: RoadTrio)

| Entretenimento

Para voos longos é mais do fundamental ter algo com que se distrair, caso contrário o seu repertório de conversas prontas irá esgotar-se. Algumas companhias aéreas oferecem ótimas opções de entretenimento na Classe Econômica, mas quase nunca damos essa sorte. Por isso, estar na Classe Executiva da Copa Airlines fez toda a diferença para essa viagem.

Diferente do que acontece em algumas companhias na Classe Executiva, todas as cadeiras têm a sua própria televisão com mais polegadas que a tradicional. Nela, um menu completo de jogos, filmes – incluindo 3 recém-lançados e mais 15 outros títulos variados -, músicas e mapa de voo. Além disso, é possível usar os equipamentos eletrônicos durante todo o voo, desde que esteja em modo avião. Não tem do que reclamar.

Outro ponto positivo é a entrada USB que fica ‘grudada’ em você e que permitiu que fizéssemos diversos snapchats, sem que nos preocupássemos com a bateria (aliás, segue lá: roadtrio). Além disso, abaixo do banco tem tomadas!

A luz baixa é favorável durante quase todo o voo. Ela só fica um pouco mais forte na hora da refeição, mas não chega a ser desconfortável como acontece algumas vezes na Classe econômica.

(Foto: RoadTrio)

| Malas e Sala VIP

Assim como na Classe Econômica, os passageiros da Executiva têm direito a levar duas bagagens, cada uma com 32kg, além de uma bagagem de mão de 10kg. Como nossos bilhetes foram trocados de última hora, não tivemos o benefício da prioridade na hora de despachar e receber as malas. Mas esse serviço é oferecido para quem opta por viajar em Classe Executiva. Os passageiros da executiva também têm acesso às salas VIP Copa Clubs e United Clubs – mas também não tivemos tempo para conhecer.

| O retorno

Ao voltar para o Brasil tivemos um upgrade nos 45 minutos do segundo tempo. O embarque já tinha começado e nós estávamos no grupo dois. Quando nos chamaram e apresentamos nosso passaportes, mandaram esperar 10 segundinhos antes de voltarem com a surpresa: outra poltrona na Classe Executiva.

(Foto: RoadTrio)

Aí já conhecíamos como funcionava: escolhemos nosso jantar (chicken AND pasta, mas com um sabor bem mais agradável), nossa sobremesa, nossos drinques e assistimos um bom filme desde o começo do voo.

Valeu (muito) a experiência de uma viagem mais confortável, mas sem dúvidas continuaremos a frequentar a Classe Econômica, pois o que importa é viajar. Viajar muito!

(Foto: RoadTrio)

| A Copa Airlines

A Copa Airlines é uma companhia sem muitos luxos como as companhias de outras regiões do mundo. As aeronaves são relativamente pequenas quando comparadas com algumas que fazem viagens para a Europa e para a Ásia. Além disso, Copa Airlines se popularizou no Brasil pela praticidade e os preços baixos – ponto para nós.

Nos dias de hoje, ela vem se transformando na melhor opção para acessar os países da região do Caribe, da América Central e da América do Sul.

Um grande diferencial é o serviço: tripulação atenciosa e preocupada em agradar o passageiro, além de voos pontuais e raras exceções de voos atrasados ou cancelados.

Se você tiver um bilhete em Classe Econômica pode aplicar para um upgrade para a Classe Executiva (veja aqui) em qualquer segmento da sua próxima viagem com a Copa Airlines fazendo um acordo com a quantidade que você está disposto a pagar.

| ConnectMiles

A Copa Airlines também tem o serviço de milhas, conhecido como ConnectMiles. Não se esqueça de incluir o seu número do ConnectMiles em todas as reservas de viagens com a Copa Airlines para começar a ganhar milhas. Se você estiver voando com a Copa Airlines ou Copa Airlines Colombia, você será premiado com, pelo menos, uma milha por cada milha voada, nunca menos. Saiba mais sobre o ConnectMiles na Copa Airlines aqui.

A Copa Airlines é uma parceira da Star Alliance, a maior parceria global de companhias aéreas com mais de 25 companhias aéreas que oferecem mais de 1.300 destinos em 193 países.

Com o ConnectMiles você pode ganhar e resgatar milhas em qualquer uma destas companhias aéreas em todo o mundo. Saiba mais sobre a ConnectMiles na Star Alliance aqui.

Veja mais fotos na galeria abaixo:

Sobre o autor

Formada em jornalismo, já passou algumas temporadas na Califórnia e em Barcelona. Os anos de cobertura de Semanas de Moda internacionais passaram e fizeram com que ela descobrisse que o seu verdadeiro estilo é viajar.

Uma resposta

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.